O retorno do valente Kevin Lavrone

20/11/2016 12:25:00

Waldemar Guimarães

O retorno do valente Kevin Lavrone, mesmo após tantos anos fora dos palcos e já com 52 anos para mim é o fato mais surpreendente e comentado no último Olympia, mesmo não tendo se classificado para a final.

Esquecendo este besteirol de que "quando você parar de treinar irá tudo despencar" (mostra- se a imagem de um bodybuilder que não despencou) a fim de justificar nossa crença para quem não nos interessa, vamos relatar algo mais útil:

Levrone da uma demonstração clara do fenômeno chamado de "memória muscular" quando a quantidade de massa muscular junto a uma habilidade parece ser mais fácil pois anteriormente, já o tenha estimulado, mesmo que há muito tempo não se tenha utilizado essa habilidade, tal como voltar a andar de bicicleta.

Anteriormente o fenômeno era atribuído somente ao controle motor estimulado pelo sistema nervoso central.

Achava-se que a força era reversível com o destreinamento sendo que as fibras musculares retornariam a condição anterior. No entanto, mesmo o aumento da força sendo mais ligado a hipertrofia, do que a hiperplasia, observações diretas demonstraram que o núcleo da célula muscular aumentam em número, decorrente da fusão de células satélites às miofibras existentes, preservando sua capacidade de síntese proteica e, não sendo perdidos pelo destreinamento, como se imaginava. Os núcleos “extras” possuem longa duração e são os mantenedores da "memória muscular".

É importante ressaltar que a habilidade de recrutar novos núcleos com potencial miogênicos é diminuída nos idosos, portanto o melhor é começar a treinar antes do envelhecimento.

Este ano um outro ídolo enfrenta o desafio de retornar aos palcos depois de anos parado, o clássico Flex Wheeler com 52 anos de idade, considerado um dos melhores e mais harmoniosos físicos que já subiram nos palco do Olimpia, mas este fez a excelente opção de competir em outra modalidade outrora indisponível, o Classic Physique. Afinal o tipo físico ao qual os atletas profissionais se projetam nestes dias, para mim não tem nada de clássico nem de estético, parecem mais blocos de concreto extremamente parecidos um com o outro vertendo minha atenção a categoria escolhida com sabedoria por Flex.

Bruusgaard JC, et. al. Myonuclei acquired by overload exercise precede hypertrophy and are not lost on detraining. Proc Natl Acad Sci U S A 2010.

Bruusgaard JC & Gundersen K. In vivo time-lapse microscopy reveals no loss of murine myonuclei during weeks of muscle atrophy. J Clin Invest. 2008.

My Image